top social

Slider Area

Saiba mais

Terapia Individual

Saiba mais

Terapia de Casal

Saiba mais

Orientação Profissional

Quer saber mais sobre RELACIONAMENTOS AMOROSOS? Cadastre-se e faça parte da lista VIP

O que posso te oferecer

Terapia Individual

Atendimento com o objetivo de proporcionar bem estar e auto conhecimento com encontros semanais.

Terapia de Casal

Atendimentos voltados para à casais para resolução e elaboração de conflitos no relacionamento.

Orientação Profissional

Atendimentos voltados para a escolha profissional, geralmente voltados para o início ou final de carreira.

Atendimento Psicológico Online

É um serviço realizado por meios tecnológicos de comunicação a distância, sendo um atendimento breve, pontual e que tem foco no tema proposto pelo paciente, com duração de até 20 sessões.

Atendimento Domiciliar

Voltado para pessoas que se encontram com dificuldades de locomoção para ir ao consultório, devido a doenças ou problemas incapacitantes.

Receba atendimento Psicológico Online no conforto de sua casa


Photo 2

Photo 2

Olá! Me chamo Nicole Rocha

Na adolescência me interessei pela psicologia e logo de início me apaixonei ainda mais por trabalhar e estudar sobre relacionamentos amorosos e temas relacionados.
Atuo como Psicóloga sob a abordagem Psicanalítica e meu foco de trabalho é voltado para relacionamentos amorosos e tudo o que diz respeito a casais. Mas também realizo atendimentos individuais a adolescentes, adultos e idosos.
Sou formada na Universidade Paranaense do município de Umuarama e atualmente finalizo minha Pós Graduação em Avaliação Psicológica na UNICESUMAR no município de Maringá.

Minha maior gratificação com essa profissão é poder ver a transformação de meus clientes dia após dia.

Parallax

"Escolhi ser psicóloga porque gosto de imaginar que é uma ciência que não cria e nem destrói, mas produz transformações internas! "

Últimas Publicações do Blog

24 maio, 2017

Relacionamento a dois: É preciso discutir a relação

Começo esse texto com um simples questionamento: Você discute sobre seu relacionamento com seu parceiro(a)?

O motivo da pergunta é bem simples, a maioria das pessoas tem PAVOR em começar uma DR (discussão de relacionamento) e geralmente fogem totalmente do problema em questão. Sabe quando você coloca os problemas para debaixo do tapete? Então. É exatamente isso o que acontece quando você e seu parceiro não discutem sobre o relacionamento de vocês.

A relação a dois é constituída por altos e baixos, isso é fato. Mas como é que você lida com os problemas entre vocês? Conversando? Gritando? Expondo para os outros? Não pretendo nesse texto ditar aqui o que é certo ou errado, até porque cada casal tem sua particularidade. Pretendo apenas discorrer um pouco sobre a importância de conversar com seu parceiro.

Não são raros os casos de pessoas que terminam um relacionamento pelo simples fato de não conseguir discutir sobre aquilo que os incomoda dentro da relação. Uma pesquisa do IBGE feita há menos de 5 anos atras, mostrou que os casais costumam se separar cada vez mais cedo e com menos tempo de casado. 
No ano de 2001, o IBGE apresentou dados estatísticos mostrando que apenas 8,5% dos casamentos eram acabados com entre até quatro anos de casamento. Mas no ano de 2011 esse percentual subiu para 20,8%.
Curioso né?

Estávamos acostumados com casamentos como o de nossos avós, que duravam no mínimo 40 anos, e de repente nos deparamos com dados tão alarmantes sobre o divórcio.
Mas eu não quero me atentar apenas a divórcios, quero chamar atenção  também para um período anterior ao casamento: o namoro.
O namoro tem extrema importância para que uma pessoa decida se a outra é a pessoa "certa" ou não para concretizar um casamento, portanto, discutir os pontos divergentes entre os membros do casal possa servir de ferramenta para remediar um possível término. Quem sabe até, realizar uma manutenção dessa relação a dois.







Gosta das redes sociais? Siga a página no facebook "Amores e Desamores" e saiba mais sobre relacionamentos amorosos! 💘









Fonte dos dados do IBGE:  https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/12/17/brasileiro-casa-cada-vez-mais-tarde-e-separa-mais-jovem-e-com-menos-tempo-de-casado-diz-ibge.htm

21 maio, 2017

Por que colecionamos?

Não são raros os casos de pessoas que possuem um enorme carinho em colecionar algo, desde pequenos objetos até itens inusitados. A verdade é que o ato de colecionar diz muito sobre a personalidade de cada um. Não podemos classificar as pessoas que possuem o hábito de colecionar como doentes, diferente é claro, dos ditos acumuladores ou pessoas que possuem algum transtorno obsessivo. 

Pesquisas relatam a ligação do ato de colecionar itens com a intenção de manter fisicamente as boas lembranças de determinado momento ou época que estão vinculados ao objeto de coleção, ou seja, um bom momento seria eternizado no objeto querido, como forma nostálgica de manter aquela lembrança sempre viva.

Existem pessoas que colecionam bonecas, cartões, pilhas, moedas, tampas de garrafas, latas, bichos de pelúcia, adesivos, carros de brinquedo, bonecos de super herói, animais em miniatura, enfim, a lista é extensa. O interessante nesse hábito é sempre a história e memória ligada ao objeto de coleção, seja para com o motivo que o item foi guardado ou pela experiencia que ele já foi capaz de proporcionar para o indivíduo.
Eu por exemplo, costumo colecionar tickets de eventos importantes, moedas estrangeiras e cartões magnéticos dos hotéis que já visitei em viagens nacionais ou internacionais que já fiz ao longo da vida. E de fato, é um habito que nos traz bons sentimentos quando lembramos o motivo daqueles objetos estarem guardados.


😀E você, costuma colecionar algum objeto de valor sentimental?

22 março, 2017

Você sabe o que é uma doença Psicossomática?






É fato que atualmente as pessoas costumam estar cada dia mais ocupadas, seja com as obrigações do trabalho ou até com os afazeres de casa. Mas será que paramos para nos “ouvir” quando algo não esta bem no nosso interior?

Esse texto tem o objetivo de falar um pouco sobre nossas preocupações excessivas e assuntos mal resolvidos, que acabam tornando nosso corpo doente.
Nosso corpo tem total ligação com nossa mente. A mente por sua vez, trabalha com nossos conteúdos internos, ou seja, nossos sentimentos, medos, frustrações, desejos, afetos e toda a história de nossa vida.

Quando algo em nosso interior não está tranquilo ou se estamos em sofrimento, a probabilidade disso ser convertido para nosso corpo é alta.
Acumular "silêncios" com as coisas que nos incomodam e nos fazem infelizes não faz bem pra ninguém.

Qual o preço de viver uma vida desconfortável silenciando aquilo que te faz mal?

Se a sua boca não "gritar" quando algo estiver errado, talvez seu corpo faça isso por você. Fique atento!

12 março, 2017

Por quê as vezes sofremos sem saber os motivos?




Quando estamos sofrendo com algo, dúvidas, medos ou não conseguimos sair de um determinado lugar mesmo sabendo que não pertencemos a ele, ficamos angustiados e com a sensação de estarmos perdidos. A solução pode parecer complexa, mas se elaborarmos e compreendermos o que nos levou a ser como somos podemos então, mudar algumas atitudes negativas que nos incomodam.

A elaboração é um processo lento e trabalhoso que faz parte da psicoterapia. Tem o objetivo fazer com que tomemos consciência de uma experiência vivida durante algum momento de nossas vidas, que pode ter sido determinante ou marcante para um sofrimento ou angustia pelo qual estamos passando.
Esse processo é iniciado a partir de nossa compreensão interna, ou seja, algo que nos recorde determinado aspecto pessoal.

“Porque então não sentamos com algum amigo que possa no aconselhar? Afinal ele nos conhece melhor.”

Exatamente por isso, essa é uma tarefa que deve ser feita sozinha, pois se buscarmos conselhos de conhecidos ou amigos corremos o risco de perder o foco do autoconhecimento.
O autoconhecimento é um processo fundamental para que não sejamos críticos demais e tão pouco “vitimas” de nossos problemas e defeitos. Talvez algum defeito que possa parecer simples, pode ser o motivo da infelicidade da qual não sabemos a origem.

A psicoterapia pode nos dar um auxilio e abrir portas para novas ou antigas experiências que possam ter sido reprimidas no passado.

07 fevereiro, 2016

Saiba sobre os benefícios da Psicoterapia Psicanalítica


Você já deve ter lido do que se trata a Psicoterapia Psicanalítica aqui no site, certo? Pois bem, agora vou falar um pouco seus benefícios
Bom, primeiramente preciso dizer que todos nós já tivemos alguns problemas que consideramos difíceis de resolver. O que nos motiva a buscar alternativas para a resolução de nossos problema está na maneira como enxergamos as dificuldades, por exemplo, quando surgem determinados acontecimentos em nossas vidas. Diante disso, é natural sentirmos uma certa insegurança ou instabilidade emocional.

A análise, que é feita a partir da Psicoterapia Psicanalítica propriamente dita, nos faz refletir sobre nossos verdadeiros desejos diante dos acontecimentos em nossas vidas. Não se trata de oferecer ao cliente uma resposta para todas as suas perguntas, mas sim, de propor questionamentos para que esse sujeito saiba sobre si mesmo. É um tratamento que tem o objetivo de levar o sujeito ao mergulho dos conteúdos do seu inconsciente, nele podem ser encontrados alguns "fantasmas" ou também novas potencialidades. Reconhecer nossos conteúdos requer esforço e comprometimento pra que consigamos tomar novas posturas diante da vida.

Esse tratamento pode ser utilizado por indivíduos que possuam qualquer transtorno psicológico, tais como: Transtornos de Ansiedade, Ataques de pânico, Transtornos Fóbicos, Transtorno de Estresse Pós-Traumático, Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC), Transtorno de Ansiedade Generalizada, Transtornos de Humor - Bipolaridade e Depressão, Transtornos Alimentares - Anorexia e Bulimia, Transtornos Psicóticos, Transtornos Delirantes,  Transtornos de personalidade - Borderline e Personalidade Anti-Social. Entre vários outros. 

É muito importante citar o fato de que esse tratamento exige certo tempo e que nenhuma terapia tem efeito milagroso, como muitos esperam. Ou seja, não se resolve todos seus conflitos internos do dia para a noite.
Entrar neste tipo de compromisso pode parecer assustador, pois é um processo árduo, porém profundamente gratificante e transformador.
Preciso citar que análise, não é só para quem esta doente, mas também para quem deseja melhorar!

.  













DESIGNER | Gabi Layouts